TAM solicita 1 mil novos voos para adequar malha aérea durante maior torneio de futebol do mundo no Brasil

São Paulo, 14 de janeiro de 2014 — Na proposta enviada à ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), em dezembro, a TAM Linhas Aéreas solicitou autorização para operar 1 mil voos extras, sendo 850 domésticos, no período entre junho e julho de 2014. O objetivo da companhia é atender a demanda de passageiros brasileiros e estrangeiros em um cenário de mudanças do fluxo de viagens pelo país.

“Há quatro décadas, a TAM está comprometida com o desenvolvimento do Brasil, e não poderia ser diferente neste momento”, afirma Claudia Sender, presidente da empresa. “Nós fizemos uma grande solicitação de voos extras para atender a demanda de passageiros, de acordo com a distribuição geográfica das cidades-sede e as datas de jogos da competição. Nosso investimento para operar estes voos deve superar os R$ 50 milhões. Além disso, teremos investimentos em capacitação e contratação temporária de mais de 1 mil colaboradores, principalmente para as áreas de call center e aeroportos. Adicionalmente, gerenciamento de escala especial, aeronaves reserva, tripulação e equipes de manutenção, além de orientação e informações aos passageiros, com ações de comunicação que já estão sendo implantadas”.

Claudia completa que, “além de transportar os passageiros dentro do Brasil, a TAM reforçará a sua operação para trazer os turistas estrangeiros, solicitando mais de 200 voos internacionais para o país neste período”.

A malha a ser operada entre junho e julho de 2014 deverá acarretar uma mudança temporária do mapa de operações aéreas regulares da companhia. Se a proposta da TAM for aprovada na íntegra, as cidades-sede do torneio serão atendidas por mais voos da empresa. Veja exemplos (em média):

• Brasília, passará de 83 voos diários para 96;
• Cuiabá, passará de 5 voos diários para 11;
• Fortaleza, passará de 27 voos diários para 32;
• Manaus, passará de 13 voos diários para 18;
• Rio de Janeiro, passará de 100 voos diários para 112.

A oferta de assentos para o período de realização do evento será disponibilizada com passagens aéreas a preços competitivos e acessíveis. Os valores podem ser consultados no site da companhia (www.tam.com.br).

O Grupo LATAM Airlines, formado por TAM e LAN, também será o maior operador aéreo para o evento. Juntas, as empresas conectam o Brasil a um terço dos 32 países classificados para a competição.