LAN e TAM concluem união e dão origem ao LATAM Airlines Group

A LAN Airlines S.A. (que agora passa a chamar-se LATAM Airlines Group S.A.) e a TAM S.A. concluíram hoje seu processo de consolidação, dando origem ao LATAM Airlines Group S.A. A nova holding oferecerá a seus passageiros mais voos, para mais destinos, que qualquer outro grupo de aviação da América do Sul chegando a aproximadamente 150 destinos, em 22 países e transportando cargas para 169 destinos em 27 países.

Como anunciado anteriormente, a transação aconteceu mediante a oferta da LAN aos acionistas da TAM de trocar suas ações da TAM por papéis da LAN, na razão de 0,9 ação da LAN por uma da TAM. As ações da LAN serão entregues na forma de BDRs (Brazilian Depositary Receipts) no Brasil e ADRs (American Depositary Receipts) nos Estados Unidos. A oferta de ações, que se materializou com o leilão em 22 de junho, estava sujeita à condição de que o número de ações minoritárias qualificadas em concordância com o cancelamento da TAM como uma empresa pública no Brasil representasse mais de 2/3 (dois terços) do total, excluindo aquelas de propriedade da TAM, dos acionistas controladores da empresa e de qualquer de pessoas a eles relacionadas. Esta condição de fechamento foi satisfeita quando, do total de ações qualificadas, 99,9% ações concordaram com o cancelamento do registro de companhia aberta da TAM, Juntas, as ações que aderiram à oferta pública e as  detidas pelos acionistas controladores da TAM representam 95,9% do total de ações em circulação da TAM.

 “A criação deste grupo de companhias aéreas é uma oportunidade para levar a América do Sul ao mundo e permitirá nos posicionarmos para poder operar em um cenário cada vez mais competitivo, produto da contínua consolidação do setor aéreo mundial”, disse Enrique Cueto, vice-presidente executivo do Grupo LATAM Airlines.

 “O crescimento que será gerado pelo Grupo LATAM Airlines nos permitirá oferecer novos destinos para nossos clientes, criar mais oportunidades para nossos mais de 51 mil funcionários e gerar maior valor para os acionistas. Além disso, poderemos contribuir para o desenvolvimento econômico, social e cultural da nossa região, melhorando a conectividade de passageiros e de carga na América do Sul e com o resto do mundo”, ressalta Maurício Rolim Amaro, vice-presidente do Conselho de Administração da TAM S.A.

Benefícios para os clientes

Entre os benefícios que poderão paulatinamente desfrutar tanto os clientes da LAN quanto da TAM estão maior conectividade, melhores itinerários e frequências e diminuição nos tempos de conexão. Adicionalmente, a partir de 27 de junho próximo, os membros dos programas de passageiros frequentes LANPASS e TAM Fidelidade poderão acumular e trocar quilômetros/pontos em toda a rede da LAN e da TAM. Além disso, os associados das categorias superiores desses programas – Comodoro/Black e Premium Silver/Vermelho – somarão serviços preferenciais a seus benefícios atuais, com direito a um acompanhante, como acesso às salas VIP próprias de ambas as companhias, check-in e embarque preferencial nos aeroportos e priorização de bagagem.

O Grupo LATAM Airlines continuará avançando no trabalho de integração de suas operações, com o objetivo de oferecer o melhor serviço a seus clientes.

Estrutura

A estrutura corporativa da holding será composta por Maurício Rolim Amaro, atual vice-presidente do Conselho de Administração da TAM S.A., que assumirá a posição de presidente do Conselho de Administração da LATAM Airlines Group S.A.; Maria Cláudia Amaro, que continua como presidente do Conselho de Administração da TAM S.A. e será membro do Conselho de Administração do LATAM Airlines Group S.A.; Enrique Cueto, até hoje vice-presidente executivo da LAN, que assume como CEO do LATAM Airlines Group S.A.; Ignacio Cueto, atual gerente geral da LAN Airlines S.A., que passa a ser CEO da LAN Airlines; e Marco Antonio Bologna, que segue na condição de CEO da TAM S.A. e da TAM Linhas Aéreas S.A.

Cada companhia aérea mantém seus centros de operação atuais: LAN em Santiago e TAM em São Paulo. Cueto também anunciou que tanto LAN quanto TAM continuam operando com suas marcas atuais, da mesma forma como têm feito até agora, com a excelência em segurança, serviço e qualidade de sempre. “Este é o começo de uma grande viagem e os benefícios para nossos clientes serão incorporados gradualmente, na medida em que avance a integração das companhias.

LAN e TAM não só compartilham uma visão de negócio, mas também a paixão por oferecer um serviço de excelência a seus passageiros e clientes de carga, comprometidas com a segurança, a confiabilidade e o atendimento cordial. A associação foi anunciada em agosto de 2010. Em janeiro de 2011, as empresas assinaram os acordos vinculativos definitivos e, a partir de então, submeteram a união à aprovação de diversas autoridades e organismos, incluindo a Agência Nacional de Aviação Civil do Brasil (ANAC), o Tribunal de Defesa da Livre Concorrência do Chile (TDLC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica do Brasil (CADE).

O negócio de cargas

A LAN CARGO e suas filiais – ABSA no Brasil, MAS AIR no México e Línea Aérea Carguera na Colômbia –, são reconhecidas como o maior grupo de operadores de carga aérea da América Latina. Adicionando a liderança da TAM CARGO no mercado doméstico brasileiro, o LATAM Airlines Group terá a rede de carga líder na região, oferecendo seus serviços em 169 destinos, em 27 países ao redor do mundo.
Desta maneira, o Grupo LATAM Airlines criará importantes benefícios para os clientes, incluindo acesso à mais ampla rede de rotas da América Latina e conectada com os principais destinos do mundo; a uma moderna infraestrutura; a maior capacidade (ao combinar as ofertas de ambas as companhias, tanto em aviões de passageiros como cargueiros) e a uma extensa gama de produtos e serviços domésticos e internacionais. Terão acesso também a sistemas e ferramentas tecnológicas eficientes e que dão visibilidade dos embarques, como e-tracking e, brevemente, e-booking, além de conhecimento integrado, com equipes muito experientes na indústria e que conhecem e atendem às necessidades dos clientes.

Sinergias da união

As duas companhias projetam sinergias aproximadas de US$ 170 milhões a US$ 200 milhões para os primeiros 12 meses posteriores ao encerramento da união, crescendo até um montante anual de US$ 600 milhões a US$ 700 milhões, que serão alcançadas totalmente durante o quarto ano, após concluída a associação. O LATAM Airlines Group S.A. também estima custos únicos associados à conclusão da transação e à concretização de sinergias de aproximadamente US$ 170 milhões a US$ 200 milhões, incorridos, em sua maioria, nos primeiros 12 meses depois da união. Aproximadamente 60% do total de sinergias potenciais devem vir dos incrementos de receita nos negócios de passageiros e de cargas, fruto da associação, e as reduções de custo gerariam os 40% restantes.