LAN e Air BP Copec atingem um marco na aviação ao realizar o primeiro voo comercial com biocombustíveis de segunda geração na América do Sul

LAN e Air BP Copec atingem um marco na aviação ao realizar o primeiro voo comercial com biocombustíveis de segunda geração na América do Sul

O voo histórico aconteceu no dia 7 de março em um Airbus A320, entre as cidades chilenas de Santiago e Concepción, e contou com a presença da Ministra do Meio Ambiente, Maria Ignacia Benitez, além dos executivos da LAN e AirBP Copec que receberam as autoridades locais e a imprensa convidada.

Santiago do Chile, quarta-feira, 7 de março de 2012.- Tentando gerar uma operação cada vez mais sustentável, a LAN Airlines e a Air BP Copec realizaram o primeiro voo comercial de biocombustíveis de segunda geração na América do Sul. O voo operado entre as cidades chilenas de Santiago e Concepción, foi realizado em um Airbus da família A320 com motores CFM56-5B. O combustível utilizado era proveniente de resíduos de óleo vegetal refinado, e atende aos mais rigorosos padrões técnicos requeridos para voar.

O voo terminou com um evento na cidade chilena de Concepción, que contou com a presença, entre outros, da Ministra do Meio Ambiente, Maria Ignacia Benitez, além dos executivos da LAN e da Copec que receberam as autoridades locais e a imprensa convidada.

O Diretor Operacional Chefe da LAN, Ignacio Cueto, relatou: "Este voo representa um passo fundamental para o futuro da indústria. Na LAN pretendemos desenvolver biocombustíveis sustentáveis para que a aviação comercial tenha um elevado potencial de produção na América do Sul. Atualmente, essas fontes de energia renováveis desempenham um papel relevante na aviação mundial e marcarão, cada vez mais, as decisões do setor e da nossa companhia. Na LAN queremos ser pioneiros na utilização de combustíveis renováveis na América do Sul".

Por outro lado, Lorenzo Gazmuri, gerente geral da AirBP Copec enfatizou a importância que este marco tem para as indústrias aérea e energética regionais: "Este é o resultado de intenso trabalho ao longo de mais de um ano, uma materialização do compromisso contínuo da nossa companhia com o desenvolvimento e promoção de novas e inovadoras soluções energéticas. Esperamos que na América do Sul continuem adicionando mais incentivos para promover esta alternativa e colocá-la competitivamente no mercado de combustíveis da aviação, a fim de atender às exigências de uma sociedade cada vez mais exigente em termos de sustentabilidade. "O que são e qual é a confiabilidade técnica dos biocombustíveisOs biocombustíveis utilizados nestes voos podem ser obtidos a partir de plantas tais como algas, o pinhão, plantas halófitas e camelina, ou de resíduos orgânicos, tais como óleos vegetais, que podem ser transformados, queimados diretamente ou convertidos em processos químicos para fazer um combustível de alta qualidade.
Estes são conhecidos como os biocombustíveis de segunda geração. Provêm principalmente de matérias-primas sustentáveis, que em sua produção não competem com fontes de alimento ou recursos básicos (recursos escassos de primeira necessidade), que é fundamental para o cuidado do nosso planeta.

Para a aviação, o biocombustível atende rigorosas normas técnicas exigidas para voar, e tem as mesmas características que o combustível normalmente utilizado nos voos. Além disso, essa fonte já foi testada com sucesso por outras companhias aéreas do mundo, mostrando a mesma confiabilidade que o querosene da aviação, tanto em voos de prova como em voos comerciais.

Utilizando biocombustíveis de segunda geração em voos, foram reduzidas significativamente as emissões de gases de efeito estufa, considerando que não há emissão de C02 adicional na atmosfera. O gerente ambiental da LAN, Enrique Guzman, assinalou que a contribuição ambiental que traria o uso de energias renováveis na aviação, seria significativa: "O combustível tradicional da aviação provem do petróleo e utilizá-lo no avião libera-se CO2. No caso da utilização de biocombustível, o CO2 libertado é quase o mesmo que foi capturado pelo cultivo vegetal durante o seu crescimento, de modo que não há nenhuma libertação adicional de CO2 n a atmosfera", explicou Guzman.

Contexto da aviação e o uso de biocombustíveis

A indústria aérea fixou ambiciosos objetivos ambientais em relação ao impacto de suas operações, entre outros, atingir o crescimento neutral de suas emissões até o ano 2020 e reduzir essas emissões em 50% até 2050. Para conseguir isso, os biocombustíveis são um pilar estratégico, de modo que as companhias aéreas como a LAN estão trabalhando mundialmente incentivando o desenvolvimento desta indústria crescente.

O setor aéreo já reduziu suas emissões de gases de efeito estufa (CO2 por tonelada transportada), cerca de 50% nos últimos 40 anos. Ainda assim, as companhias aéreas, incluindo a LAN, foram mais além implementando iniciativas para minimizar o impacto ambiental de suas operações.

Esta aliança entre a LAN e a AirBP Copec visa incentivar o desenvolvimento de energias alternativas, e assim gerar uma contribuição para o desenvolvimento econômico, ambiental e social da região.

Projeções da indústria da aviação sobre os biocombustíveis

Globalmente, de acordo com a IATA, o objetivo é chegar com 1% de biocombustíveis em 2015 e 5% em 2020. É uma meta difícil de alcançar e requer a coordenação de todos os atores da cadeia produtiva, que vai desde o produtor de biomassa até o distribuidor final, incluindo políticas públicas que apóiem esta iniciativa.

Sobre a LAN

A LAN Airlines é uma das principais companhias aéreas da América Latina no transporte de passageiros e carga. A companhia atende cerca de 100 destinos em todo o mundo através de uma extensa rede que oferece total conectividade na região unindo, por sua vez, a América Latina com os Estados Unidos, Europa e Pacífico Sul. Através de vários acordos de codeshare, a LAN Airlines e suas afiliadas atendem adicionalmente outros 70 pontos internacionais. A LAN Airlines e suas filiais lideram os mercados domésticos do Chile e do Peru, além de ter uma presença importante nas rotas domésticas da Argentina, Equador e Colômbia.

Atualmente, a LAN Airlines e suas filiais operam 134 aviões de passageiros e a LAN CARGO e suas afiliadas contam com 14 aeronaves de carga, com uma das frotas mais modernas do mundo, significando uma maior eficiência e uma redução importante das emissões de CO2, refletindo o seu forte compromisso com a proteção ambiental.

Sobre a Air BP

A AirBP Copec, uma aliança comercial entre a Copec e a Air BP, foi formada em 12 de janeiro de 2001. O objetivo principal da companhia é fornecer combustível para as empresas da aviação comercial e empresas em geral no Chile, em linha com os melhores princípios da saúde, segurança e meio ambiente. Atualmente, Air BP Copec é o maior fornecedor de combustível no mercado da aviação chilena, trabalhando com as principais companhias aéreas nacionais e internacionais. A empresa conta com a presença em nove aeroportos do país fornecendo Jet A1 e Avgas.