• História

    Em agosto de 2010, a LAN e a TAM comunicaram sua intenção de unir os dois holdings em uma única organização denominada "LATAM Airlines Group". Juntas, a TAM e a LAN somam mais de 40 mil funcionários, cerca de 280 aviões, 115 destinos em 23 países, além de oferecer serviços de cargas no mundo todo. Confira a história de cada companhia e os detalhes da fusão.

    História da TAM


    A história da TAM começou em 1961, quando dez jovens pilotos se uniram para formar a Táxi Aéreo Marília. Naquela época, eles trabalhavam no transporte de cargas e de passageiros entre Paraná e os Estados de São Paulo e Mato Grosso. Depois de seis anos, o grupo foi comprado pelo empresário Orlando Ometto, sua matriz foi deslocada para São Paulo e também foi realizada uma mudança de perfil, pois começou a transportar somente correio entre empresas.

    Em 1971, o comandante Rolim Amaro, que já tinha trabalhado na empresa nos primeiros anos, é convidado por Orlando Ometto para ser parceiro minoritário da empresa, com 33% das ações. No ano seguinte, o piloto adquire a metade das ações da TAM e assume a diretoria da empresa.

    O ano 1976 marcou o surgimento da TAM - Transportes Aéreos Regionais, dando origem à empresa hoje reconhecida como TAM Linhas Aéreas. Quanto a Rolim, ele tornou-se dono de 60% do capital da nova empresa.


    O primeiro grande salto da rede foi em 1986, com a compra da empresa aérea Votec, expandindo assim suas atividades para as Regiões Centro-Oeste e Norte do país. Dez anos depois, começaram as operações da TAM em todo o território brasileiro. A TAM adquiriu a empresa Lapsa, pertencente ao governo paraguaio, criando assim a TAM Mercosur.

    Junto a um consórcio constituído pela Lan Chile e pela Taca, a TAM lidera a negociação para comprar as aeronaves Airbus. O resultado é a aquisição de 150 aeronaves para as três empresas com o consórcio europeu.

    Em 2008 se registraram momentos históricos para a TAM, como o reposicionamento de sua marca e o anúncio da entrada da empresa à Star Alliance. As diretrizes sobre o reposicionamento da marca da empresa foram divulgadas em fevereiro, reafirmando a Paixão pela Aviação e o Espírito de Servir, valores herdados do fundador da organização, o comandante Rolim Adolfo Amaro. A respeito da adesão à Star Alliance, anunciada em outubro, ela representa um novo nível na expansão internacional da TAM. Da mesma forma, a organização ampliou seus acordos de code share com várias empresas, tais como a TAP, Lufthansa e Air Canadá, e, na América do Sul, manteve os acordos com a LAN Chile, LAN Perú, LAN Argentina e a Pluna.

    A empresa encerrou o ano de 2009 com uma frota de 132 aviões, formada por 107 narrow body Airbus (20 A319, 81 A320 e 5 A321) e 25 wide body, dos quais, 18, são modelos Airbus (16 A330, 2 A340) e sete modelos Boeing (os 4 Boeing 777-300 ER e 3 Boeing 767-300).

    Por fim, durante 2010, a TAM comunicou junto com a LAN sua intenção de unir os dois holdings em uma única organização controladora: LATAM Airlines Group.