Em cumprimento da normativa do mercado de valores, LAN esclarece fatos em relação com os erros de cálculo que contém a sentença do TDLC

Santiago, 30 de setembro de 2011.

Em cumprimento ao artigo 10 da Lei de Mercado de Valores e do dever de LAN de divulgar informação de interesse para seus acionistas, investidores e o mercado em geral conforme a letra C do numeral 2.2. da NCG No. 30 da Superintendência de Valores e Seguros ("SVS"), e do Manual de Manejo de Informação de Interesse de LAN aprovado por seu diretório com acordo à NCG No. 211 da SVS, e atendida as reiteradas consultas de nossos acionistas, e outros agentes relevantes do mercado, LAN se vê na necessidade de esclarecer, no contexto de sua solicitação de retificação de erros apresentada com data 27 de setembro perante o Honorável Tribunal de Defesa da Livre Concorrência (TDLC), que:

LAN cumpriu integralmente com o Plano de Auto-regulação Tarifária e entregou em todo momento de maneira transparente, oportuna e veraz a totalidade da informação que requereu o TDLC;
a Junta da Aeronáutica Civil (JAC) solicitou a LAN com data 26 de setembro, mediante ORD. No. 422, que enviasse os antecedentes aportados por LAN ao TDLC a respeito do cumprimento a seu Plano de Auto-regulação Tarifária;
LAN, por carta enviada à JAC com data 28 de setembro, enviou a totalidade da informação requerida, da mesma maneira que foi aportada ao TDLC. Entre os antecedentes que LAN enviou à JAC, foi incluída a solicitação de retificação de erros de cálculo apresentada com fecha 27 de setembro al TDLC;
a JAC, mediante ORD. No. 438 desta mesma data, dirigida ao Presidente do TDLC e acompanhada a LAN, manifesta, logo de esclarecer haver requerido a LAN a informação relevante, que "De acordo à revisão dos antecedentes, a juízo desta Secretaria Geral, esse Honorável Tribunal não utilizou uma metodologia correta para calcular os rendimentos. Neste sentido, podemos indicar, que o erro de cálculo mais significativo consiste no prorratear as tarifas por trecho voado, questão fundamental para obter os ingressos por quilômetro. O não prorratear sobreestima fortemente os resultados"; y
LAN reafirma neste contexto que seus cálculos entregues ao TDLC são corretos e confirmam que é efetivo que voar em Chile é em média mais barato que voar em uma indústria reconhecidamente competitiva como é a dos Estados Unidos.

LAN acha oportuno ratificar que, mais além dos cursos de ação que adote em relação com o processo, continua trabalhando intensamente nas atividades pendentes para concretizar a transação, e confia concluir o trâmite de fusão com TAM no primeiro trimestre de 2012.

Com esta data, LAN subiu à sua página web (www.lan.com), de acordo ao Manual de Manejo de Informação de Interesse:

Ofício Ordinário No. 422 de data 26 de setembro de 2011 da JAC a LAN;
Carta de LAN à JAC com data 29 (SIC) de setembro de 2011, recepcionada pela JAC com data 28 da mesma data;

Escrito apresentado por LAN ao TDLC com data 27 de setembro de 2011 solicitando a retificação de erros de cálculo em sua sentença com data 21 do mesmo mês e ano no contexto do Plano de Auto-regulação Tarifária de LAN; e
Ofício Ordinário No. 438 com data 30 de setembro de 2011 da JAC al Presidente do TDLC distribuído a LAN.